JP Simões

Márcia prepara novo álbum e actua na Casa Independente

Márcia_Cabracega1

Márcia | “Cabra-cega”

Reencontrei-me com a música da Márcia há algumas semanas. Lembrei-me daquela sensação estranha de saber que, apesar de ter uma das melhores vozes da nossa praça, a Márcia não é conhecida do grande público.

Junta-se-lhe um talento enorme, um estilo que foge ao convencional e palavras sinceras sussurradas sobre melodias doces. Não é preciso mais. E acho até que é parte do segredo para este ar feliz que ela tem.

O que a Márcia tem também é uma quantidade generosa de amigos igualmente talentosos. Com o Samuel Úria, fez “Menina” para o seu último álbum, Casulo (2013). Com o JP Simões, voltou a gravar “A pele que há em mim” para a reedição de Dá (2011). Ao Tiago Bettencourt emprestou a sua voz para uma versão acústica de “Se me aproximar“. (E, não sei se são amigos ou não, mas fez esta versão de “Às vezes o amor” do Sérgio Godinho, que não se podia deixar passar.)

É também rodeada de amigos que aparece no vídeo do tema “Cabra-cega” (Dá, 2011). E é ele que aqui fica, porque às vezes só apetece passear ao sol levando nos ouvidos uma música leve com letra alegremente desafiadora.

Falta só dizer que a Márcia actua na Casa Independente este Domingo, 3 de Maio, às 19h. E que tem disco novo a sair em Junho, de seu nome Quarto Crescente.

Anúncios